Estudos demonstram formas mais simples e eficientes de potencializar os aprendizados

Estudos e pesquisas científicas iniciadas em 2003(Henry L. Roediger III e Jeffrey D. Karpicke) e 2014(Carola Wiklund-Hörnqvist), tem evidenciado e sugerem que a estratégia mais eficiente para aprender algo novo (seja um idioma ou outra matéria / novo estudo), é praticar para lembrar testando repetidamente o novo assunto/tema desejado.

O fenômeno de aprendizado que se mostrou mais eficaz foi chamado pelos psicólogos de “efeito de testes”. Ele demonstrou que pode ajudar as pessoas a memorizar coisas novas a longo prazo com maior precisão do que métodos que utilizam a revisão.

aprendier mais rapido
Para aprender um novo idioma/assunto, em vez de ler e reler uma lista de palavras para melhorar seu vocabulário é melhor ler apenas uma vez e se submeter a testes repetidos para aplicar a nova palavra ou o novo conhecimento. Esse processo traz o dobro de eficácia segundo os estudos.

O teste – Praticar para aprender:
Foi pedido à metade dos voluntários, participantes para analisarem uma lista de 40 palavras 5 vezes seguidas, e para a outra metade vê-las apenas uma vez e na sequência fazer 4 testes para  memorizá-las. Cinco minutos depois, todos os participantes fizeram um “teste final” e 1 semana depois, repetiram o “teste final”.

Os resultados mostraram que os participantes que tinham lido a lista de palavras 5 vezes tiveram melhor resultado no teste após 5 minutos. Mas os participantes que tinham lido a lista apenas uma vez tiveram melhor desempenho no teste 1 semana depois.

A constatação foi que os testes de aplicação do conhecimento ajudaram a manter as informações nas memórias de longo prazo dos participantes.

Saber o que acertei e o que errei
As pesquisas de 2014 trouxeram mais informações, que utilizando a combinação de testes de conhecimento com feedback imediato (o que respondeu certo ou errado), potencializa ainda mais o aprendizado

Matéria adaptada da publicação original de: Business Insider